O que é efeito rebote no melasma?

 em Informativo

Por Tatiana Petri

O efeito rebote pode ser entendido como o retorno de algo já tratado, com o reaparecimento e até a piora de sintomas já apresentados, mesmo quando o tratamento já foi finalizado.

Mas por que isto acontece?

São vários os motivos que podem levar ao surgimento do efeito rebote e cada caso deve ser avaliado de forma particular. Alguns fatores podem prevenir o surgimento desta complicação como:  o profissional tem que ter conhecimento sobre a disfunção que irá tratar, saber avaliar adequadamente uma pele quanto ao seu biótipo, fototipo, estado cutâneo, questionar o cliente ao realizar a ficha de anamnese quais são os hábitos de vida, se tem algum cuidado diário em casa com produtos cosméticos, além disso o profissional tem que ter domínio das técnicas que serão utilizadas durante o tratamento. Obtendo todas essas informações vão auxiliar na obtenção de bons resultados, além de minimizar os riscos para o surgimento do efeito rebote.

No caso do melasma, que é uma hipermelanose adquirida, caracterizada pela presença de hipercromias assimétricas, ou seja, uma mancha com bordas irregulares, com limites definidos e que apresenta tons diferentes, acomete principalmente os indivíduos com fototipos mais elevados (IV ao VI) de acordo com a classificação de Fitzpatrick. Ainda não se tem total esclarecimento sobre a patogênese, porém se tem conhecimento de alguns fatores envolvidos no seu surgimento como:  a exposição ultravioleta A e B crônica (UVA 320-400nm- UVB 290- 320nm), os hormônios femininos como a progesterona e o estrógeno, genética e medicamentos fototóxicos e fotossensibilizantes. Estes são os principais fatores que podem promover o estimulo para síntese de melanina, pigmento responsável pela coloração da pele e pelos, que contribui com a proteção do tecido tegumentar contra a radiação ultravioleta.

Além da estimulação direta aos melanócitos (células que sintetizam a melanina), outras células que compõem a epiderme como os queratinócitos, bem como os fibroblastos que estão na derme (segunda camada da pele) quando em áreas que sofreram uma injúria, como atrito ou um processo inflamatório, podem liberar substâncias envolvidas no mecanismo de regulação da produção da melanina, visto que ela age contribuindo como proteção da pele.

Uma vez produzida a melanina, ela será distribuída e depositada no interior dos queratinócitos e a hipercromia será considerada superficial. Tratamentos que promovem a renovação celular são bem efetivos para o tratamento deste tipo de hipercromia, porém em outros casos a mancha pode ser mais profunda e a melanina estar presente na derme. Em situações de exposição à radiação UV crônica, a qual promove degradação do colágeno na pele, ocorre uma descida de melanócitos e melanina em direção à derme, e o pigmento fica localizado de forma mais profunda, desta maneira as estratégias utilizadas para o tratamento devem incluir mecanismos de alcance mais profundo e que promovam a despigmentação da área.

Geralmente a estratégia de tratamento do melasma requer a combinação de técnicas e demanda um tempo considerável, o que por ventura exige um cuidado contínuo e efetivo para a proteção da pele, e se faz necessária a reavaliação para acompanhar a evolução ou o surgimento de qualquer alteração indesejada, como uma injúria promovida por uma dermoabrasão, uma reação alérgica, exposição solar durante o tratamento, sensibilização da pele pelos componentes do cosméticos, o momento de parar com um recurso e lançar mão de outro.

O seu tratamento é uma tarefa tão complexa quanto a sua fisiopatologia e está relacionado mais ao controle e manutenção dos resultados obtidos do que a cura.

 

Bibliografia

KWON, Soon-Hyo; NA, Junq-Im; CHOI, Ji Young; PARK, Kyoung Chan.  Melasma: Updates and Perspectives. Experimental dermatoloy. Novembro, 2018. https://doi.org/10.1111/exd.13844

 

KEDE, M.P.V; SABATOVICK, O. Dermatologia Estética. 3 ed. São Paulo: editora Atheneu, 2015

 

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar