Características da Rosácea

 em Informativo

Por Profa. Nilva Dark Gonçalves Pedrosa – Fisioterapeuta dermato funcional, graduanda em estética.

 

Rosácea é uma doença inflamatória cutânea crônica, acometendo principalmente a face.  É um problema estético que se destaca, interferindo na qualidade de vida e socialização do indivíduo. No que diz respeito a incidência podemos considerar comum, prevalência de 2 a 10% na literatura mundial, sendo o sexo feminino mais predominante. Nas clínicas de estética, cerca de 70% das clientes relatam perda da autoestima e autoconfiança.

Clinicamente apresenta eritema, telangiectasia, pápulas, pústula, hipertrofia da glândula sebácea, acomete predominantemente a face, eventualmente pescoço, tronco superior e mais raramente a região do globo ocular. Sua etiologia é multifatorial, como:

  • Genéticos
  • Vasculares
  • Radiação ultravioleta (degradação da matriz extracelular dérmica)
  • Radicais livres
  • Anormalidade da glândula pilosebacea
  • Microrganismo.

 

Por apresentar caráter inflamatório, aumenta a sensibilidade da pele tornado intolerante a muitos agentes de uso tópico, porém, existem muitos princípios ativos, recursos manuais e eletro estético com comprovação cientifica que controlam os sinais e sintomas tão indesejáveis como: eritema, dor, queimação e prurido.

Prefira princípios ativos com ação calmante, anti-inflamatória, remineralizante, hidratante e antioxidante. Procure formulação que apresentem água marinha, aloe e vera, aminoácidos, aveia, Biopeptídeo Glutâmico, calêndula, camomila. As formulações a base de álcool assim como as que contém vasodilatadores estão proibidas.

Uma técnica manual que não pode faltar é a drenagem linfática manual que auxilia na remoção das toxinas, melhora o fluxo circulatório e linfático, alivia o eritema e o edema. Essa técnica deve ser feita por um profissional qualificado.

Recurso eletro estético que mais gosto é a luz intensa Pulsada, é muito indicada para tratar os sintomas, embora a doença não desapareça. Observam-se melhoras no eritema, temperatura e aspecto geral da pele facial.

Faz parte do tratamento medidas coadjuvantes, como, o uso do protetor solar, camuflagem e alimentação. Bebidas e alimentos que contêm compostos que ajudam a liberar histamina são considerados agentes desencadeadores dos sinais clínicos , por esse motivo o profissional deve recomendar a restrição dos seguintes:  álcool, queijos envelhecidos, alimentos enlatados, em conserva e fermentados, produtos defumados, como salsicha, presunto, bacon ou salame, leguminosas, como grão de bico, soja, e lentilhas, vinagre, muitas refeições preparadas, iogurte, salgadinhos, doces com conservantes, chocolate e cacau, chá verde, a maioria dos cítricos, abacaxi, conservas de peixe, como cavala e atum, amendoim, espinafre, tomate, banana, cerejas, pimenta em pó, canela e cravo.

Além das medidas coadjuvantes, é de suma importância, a ida ao profissional de estética ou, caso seja necessário, ao consultório dermatológico, para que possa manter a inflamação controlada e a pele saudável.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar