Acessibilidade para todos

 em Arquitetura e Decoração, Artigos

Saiba o que você pode fazer para melhorar o seu ambiente para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida


Segundo dados do IBGE, 45,6 milhões de pessoas declararam no último Censo Demográfico conviver com algum tipo de deficiência, seja visual, auditiva, motora ou intelectual. Além destas pessoas, há também idosos que precisam ter sua moradia adaptada. E para garantir acessibilidade a todos, é importante estar atento a algumas medidas.

Confira algumas ilustrações abaixo

Vãos e espaçamentos

Devem apresentar no mínimo 80cm e diâmetro de 1.50m para as manobras de cadeiras de rodas em 360º. No caso de conversões de 90º, os corredores devem ter 1.20m de largura. Além disso, a circulação de largura mínima deve ser de 90cm e altura de 2.10m.

Decoração

Objetos, adornos e demais itens juntamente com o mobiliário devem ser inseridos de forma que atendam. As cores mais vibrantes e de texturas diferenciadas são as mais indicadas.

Nos mobiliários, o exemplo é o sofá com somente um braço. Já a mesa de jantar redonda com os pés centrais contribui para o acesso durante as refeições em família. É importante ressaltar que é importante adquirir mobílias com cantos arredondados para não machucar. Se possível, eliminar quinas do ambiente.

No caso de espelhos, a inclinação deve ser de 10º para que a pessoa se veja com clareza.

Tapetes não são aconselhados, pois podem causar acidentes.

Revestimentos

Para evitar acidentes, o ideal é que os pisos sejam antiderrapantes e tenham sinalizações táteis para deficientes visuais se localizarem dentro da moradia – que pode ser realizada por meio de uma complementação do piso natural ou rústico (antiderrapantes e mais resistentes). Pisos polidos e de pedras não devem ser utilizados.

Também é necessário estar atento a irregularidades. Caso haja troca de revestimento, é importante realizar nivelamento antes de fazer a colocação.

Mobiliário

Balcões, armários e pias devem ter altura proporcional para não causar acidentes. Em relação aos armários, eles devem apresentar puxadores embutidos para facilitar o acesso às peças.

Proteção

As barras de proteção trazem mais segurança e podem ser colocadas em várias áreas da moradia, como nas circulações e banheiros. Para proporcionar maior independência, inserir uma cadeira na área do chuveiro para auxiliar na hora do banho também é recomendada.

Rampas e circulações

Os espaços devem ser mais amplos para o giro da cadeira. O nivelamento de pisos e das rampas com inclinações também devem ser mais suaves. Degraus impedem o acesso.

Além disso, tudo deve ser realizado de modo que os espaços de circulação fiquem maiores e permitam o giro da cadeira, bem como de bengalas e muletas. É importante frisar que para quem já tem um cuidador, esses espaços facilitam o acesso aos ambientes. No caso de corrimão, o ideal é que seja duplo para proporcionar apoio e suporte.

Um problema comum e que dificilmente as pessoas se atentam é em relação as instalações elétricas e hidráulicas. Os fios soltos, tomadas e interruptores muito baixos ou muito altos, torneiras de modelos antigos de difícil manuseio e com vazamento, pias e vasos com alturas inadequadas devem ser verificadas para adaptação.

As tomadas devem ficar à 45cm do chão e interruptores à 90cm do chão. Bancadas com torneiras devem estar à 85cm do piso. Os suportes e barras de apoio servirão de complementação para a instalação de pias e vasos sanitários.

Automatização

Sensores de presença nos ambientes também são uma boa dica. É interessante automatizar persianas e janelas para receber comandos via controle remoto, biometria e até mesmo por meio do uso da voz.

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar